Quem Somos 2019-03-14T15:22:57+00:00

Quem Somos

Atuando desde 2008 no ramo de produção cultural, a Green Point esteve à frente de importantes projetos envolvendo artistas do Rio Grande do Norte, de outros estados do Brasil e de outros países. Com experiência na realização de projetos culturais, onde o trabalho está focado no acabamento cuidadoso, a Green Point se consolidou em Natal, como uma produtora comprometida com a qualidade de seus projetos, levando ao público a boa música e proporcionando aos artistas experiências de sucesso em suas apresentações.

Quem Somos

Atuando desde 2008 no ramo de produção cultural, a Green Point esteve à frente de importantes projetos envolvendo artistas do Rio Grande do Norte, de outros estados do Brasil e de outros países.

Com experiência na realização de projetos culturais, onde o trabalho está focado no acabamento cuidadoso, a Green Point se consolidou em Natal, como uma produtora comprometida com a qualidade de seus projetos, levando ao público a boa música e proporcionando aos artistas experiências de sucesso em suas apresentações.

Ações Socioculturais

MUSICA POTIGUAR NOSSO SOM TEM VALOR

A campanha “Música Potiguar, Nosso Som Tem Valor” é uma realização da Green Point em parceria com a Dois.a Publicidade e visa a valorização do artista potiguar. Desde 2016, tem suas peças publicitárias veiculadas gratuitamente em parceria com a InterTV Cabugi e TVU (VTs) e Rádio Universitária (spots). O Programa Nosso Som nas Escolas é uma decorrência da campanha que tem como objetivo apresentar o trabalho de artistas potiguares para as novas gerações, despertando o olhar dos jovens para o talento desses profissionais, bem como para a produção musical do nosso estado

ONG ATITUDE COOPERAÇÃO

A Green Point colabora com o projeto social Tocando a Vida com D’Amore, da ONG Atitude Cooperação, localizada no bairro do Bom Pastor, em Natal. Idealizado em 2010, pelo maestro Oswaldo D’Amore, com o objetivo de promover inclusão social através da música para crianças e adolescentes da zona oeste dacidade, uma região assolada por problemas sociais, o projeto envolve a realização de aulas práticas e teóricas sobre música clássica, além de formação de orquestras e grupos musicais, incluindo também o próprio coral.

Ações Socioculturais

MUSICA POTIGUAR NOSSO SOM TEM VALOR

A campanha “Música Potiguar, Nosso Som Tem Valor” é uma realização da Green Point em parceria com a Dois.a Publicidade e visa a valorização do artista potiguar. Desde 2016, tem suas peças publicitárias veiculadas gratuitamente em parceria com a InterTV Cabugi e TVU (VTs) e Rádio Universitária (spots). O Programa Nosso Som nas Escolas é uma decorrência da campanha que tem como objetivo apresentar o trabalho de artistas potiguares para as novas gerações, despertando o olhar dos jovens para o talento desses profissionais, bem como para a produção musical do nosso estado

ONG ATITUDE COOPERAÇÃO

A Green Point colabora com o projeto social Tocando a Vida com D’Amore, da ONG Atitude Cooperação, localizada no bairro do Bom Pastor, em Natal. Idealizado em 2010, pelo maestro Oswaldo D’Amore, com o objetivo de promover inclusão social através da música para crianças e adolescentes da zona oeste dacidade, uma região assolada por problemas sociais, o projeto envolve a realização de aulas práticas e teóricas sobre música clássica, além de formação de orquestras e grupos musicais, incluindo também o próprio coral.

Democratização do Acesso e Acessibilidade

INGRESSOS SOCIAIS

Prática recorrente nos eventos produzidos pela Green Point, os ingressos sociais são distribuídos gratuitamente para estudantes de escolas públicas,
surdos, idosos moradores de abrigos, artistas, algumas comunidades e integrantes de projetos sociais. A escolha do público contemplado varia de
acordo com o projeto e fica entre 10% e 20% do total de ingressos disponível.

LIBRAS

A Green Point adotou em 2015 a tradução simultânea para libras em diversas apresentações dos shows Quem Segura Essa Onda e Mirá, da cantora
Valéria Oliveira, artista produzida pela Green Point desde 2008.

Democratização do Acesso e Acessibilidade

INGRESSOS SOCIAIS

Prática recorrente nos eventos produzidos pela Green Point, os ingressos sociais são distribuídos gratuitamente para estudantes de escolas públicas,
surdos, idosos moradores de abrigos, artistas, algumas comunidades e integrantes de projetos sociais. A escolha do público contemplado varia de
acordo com o projeto e fica entre 10% e 20% do total de ingressos disponível.

LIBRAS

A Green Point adotou em 2015 a tradução simultânea para libras em diversas apresentações dos shows Quem Segura Essa Onda e Mirá, da cantora
Valéria Oliveira, artista produzida pela Green Point desde 2008.

Sobre Monica

Mônica Mac Dowell (monica@greenpoint.art.br)
Coordenadora geral e produtora executiva.

Sobre Monica

Mônica Mac Dowell (monica@greenpoint.art.br)
Coordenadora geral e produtora executiva.

Mônica de Miranda Mac Dowell, nascida em São José dos Campos (SP), desde 1990 reside em Natal (RN). Iniciou seu trabalho em Natal na área do turismo com a Operadora Green Point, exercendo a função de sócia-diretora durante 10 anos.

Em 2000, fundou a ONG Natal Voluntários, onde atuou como voluntária na função de diretora-presidente até 2008, promovendo a responsabilidade social e a participação da sociedade civil nas questões de interesse público e comunitário. Nesse período, desenvolveu diversos projetos associando o voluntariado à cultura.

A partir de 2008, voltou à Green Point e passou a trabalhar diretamente com produção cultural tendo realizado importantes projetos como “sem perder o passo”, “Música No Ar”, “MPBJAZZ”, “Cores do Nosso Samba; “Música Potiguar, Nosso Som tem Valor”, “Nosso Som nas Escolas” e “O Ônibus Encantado” em parceria com a Arte Inovação.

Mônica de Miranda Mac Dowell, nascida em São José dos Campos (SP), desde 1990 reside em Natal (RN). Iniciou seu trabalho em Natal na área do turismo com a Operadora Green Point, exercendo a função de sócia-diretora durante 10 anos.

Em 2000, fundou a ONG Natal Voluntários, onde atuou como voluntária na função de diretora-presidente até 2008, promovendo a responsabilidade social e a participação da sociedade civil nas questões de interesse público e comunitário. Nesse período, desenvolveu diversos projetos associando o voluntariado à cultura.

A partir de 2008, voltou à Green Point e passou a trabalhar diretamente com produção cultural tendo realizado importantes projetos como “sem perder o passo”, “Música No Ar”, “MPBJAZZ”, “Cores do Nosso Samba; “Música Potiguar, Nosso Som tem Valor”, “Nosso Som nas Escolas” e “O Ônibus Encantado” em parceria com a Arte Inovação.